Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Semti

Semti - porque agora será sempre sem ti e porque senti e sinto a vida a reiniciar! Vida, maternidade, perda, introspeções e casmurrices!

Semti

Semti - porque agora será sempre sem ti e porque senti e sinto a vida a reiniciar! Vida, maternidade, perda, introspeções e casmurrices!

Há dias assim....

Hoje resolvi escrever-te...Há dias assim...que não me fazem sentido...só me apetece fugir..ninguém me compreende..ninguém sente a minha dor, ninguém a percebe...nada me alenta, tudo me faz sofrer, as recordações saltam de flash em flash diante dos meus olhos e as lágrimas aparecem sem pedir licença...sinto-me tão triste por dentro...estou farta de aparentar esta tranquilidade que transmito...por vezes só me apetece gritar...mas ninguém ia perceber.

Sinto tanta vontade de te ter no meu colo, junto a mim, fazes-me tanta falta mas não consigo escrever essa saudade. Não a consigo pôr aqui em palavras...nestes dias só me lembro dos apitos, aqueles malditos apitos que me assustavam...só me recorda que podia ter estado mais presente, que se calhar sentiste a falta da mãe quando eu não estava a amar-te através daquela caixinha de vidro. Estou de coração despedaçado...

"A vida continua"...a vida continua mesmo..."e o tempo cura"... nao sei bem....tenho cada vez mais um aperto no peito...às vezes parece que ainda te sinto, na minha barriga...maluquices...mas às vezes parece mesmo real. E dói tanto...pois tenho muitas saudades dos nossos momentos. Como se explicam estas coisas?? estes sentimentos? estas emoções???

 

Às vezes fecho os olhos...e imagino-te ao meu colo, consigo mexer nas tuas mãos, nos teus pés, passar os meus dedos pela tua boquinha perfeita, passar a mão pelo teu cabelinho, dar-te beijinhos e quase...quase que sinto o teu calor. Este amor de mãe é tão bom, é tão quentinho, é tão tudo. Nunca senti nada assim e sinto-me tão feliz por ter este calorzinho dentro de mim, este amor todo.

 

Mas é tão dificil amar à distância...detesto isto...não tomar a rédea desta situação...sempre tomei rédea de tudo na minha vida e agora isto...vejo o tempo passar, o sol a nascer e a lua a assomar-se...dia após dia...

 

Valha-me o teu pai, conversamos muito, afinal só ele acaba por me entender e mesmo assim há coisas que ele nao compreende. Por isso guardo muita coisa para mim ou quando posso falo sozinha, em casa! pode ser que me oiças...e me envies coisas bonitas para eu ver e guardar!

 

Sempre que chego em casa...olha para o teu quarto...continua com o "azul feliz"...às vezes deambulo por lá e sento-me no cadeirão...já chorei muito ali, é dificil esta realidade. Um quarto vazio, uma casa vazia, um colo vazio, uma mãe sem filho....desfigurou-se tudo o que pensava conhecer...

 

A vida é muito diferente depois de te ter tido e depois de te ter perdido...

 

Sabes também o que me trouxeste?? Palas de burro!!! Sim verdade. Sabes porquê?? Meti uma coisa na cabeça, um objectivo e só vejo essa meta, o resto é tudo acessório. Não é uma obsessão mas é algo que me move todos os dias, que justifica isto ou aquilo, é um fim aonde tenho de chegar. E enquanto não alcançar continuo a desbravar, a trabalhar, afincadamente, um dia, depois outro....o meu objectivo de vida, hoje, é so um!

E eu sei que sabes qual é!!

 

Saudades meu amor pequenino, muitas!

 

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.